A atenção integral à saúde sempre foi e continua sendo o pressuposto da UFCSPA - Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Está expressa em nossa missão e visão institucional. É o que propulsiona a existência, desde nossa fundação, e continuará a propulsar nosso futuro.

 

O Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, Dom Vicente Scherer, começou a determinar a atenção integral à saúde como um pressuposto quando decretou a criação da Faculdade Católica de Medicina de Porto Alegre, instituição precursora da Universidade. No dia 22 de março de 1961 aconteceu a primeira aula do curso de medicina da faculdade. Essa é a data utilizada como marco histórico de nossa fundação.

Imagens históricas da construção do campus da UFCSPA

A principal característica da Faculdade Católica de Medicina de Porto Alegre foi se desenvolver e se especializar no ensino médico. Através de seu alto nível técnico-científico, tornou-se referência nessa área, legitimada como instituição de ensino superior com importância e relevância, tanto para a formação de médicos-pesquisadores, quanto para o desenvolvimento do campo da saúde em Porto Alegre e região em sua época. Diante desse cenário, o Governo Federal entendeu que a Faculdade, de regime confessional, deveria ser federalizada no intuito de democratizar e ampliar a forma de acesso ao ensino médico nessa região. Em 11 de dezembro de 1980 a Faculdade Católica de Medicina de Porto Alegre passa a ser uma instituição pública, sendo denominada de Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre.

 

Sua atuação esteve concentrada na oferta única do curso de graduação em Medicina até o ano de 2004. Nesse período, na pós-graduação, consolidou a Residência Médica (1964), implantou cursos de Especialização (1968) e, para qualificar a pesquisa, passou a ofertar cursos de Mestrado (1988) e posteriormente de Doutorado.

 

No novo século, percebendo as mudanças e necessidades locais e regionais para com o ensino na área de saúde, a Fundação ampliou seu escopo de atuação, ofertando também os cursos de Biomedicina e Nutrição (2004). Sequencialmente, passou a ofertar os cursos de Fonoaudiologia (2007) e Psicologia (2008).

 

Essa ampliação na oferta de cursos contribuiu para nosso reconhecimento enquanto Universidade. Em 11 de janeiro de 2008, a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre tornou-se Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

 

Nos anos seguintes, os cursos de Enfermagem e Fisioterapia (2009), Farmácia (2010), Gastronomia e Toxicologia Analítica (2012), Física Médica, Gestão em Saúde e Tecnologia em Alimentos (2014), Informática Biomédica (2015) e Química Medicinal (2016) foram integrados ao quadro de cursos de graduação.

 

Hoje, além dos 16 cursos de graduação, oferecemos 64 programas de Residência Médica, quatro de Residência Multiprofissional, nove cursos de Especialização e 12 programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

 

Uma trajetória histórica e de trabalho que nos legitima enquanto universidade federal especializada em saúde, única e visionária nesse segmento no universo de instituições federais de ensino superior.