A dança nas escolas públicas foi tema do primeiro encontro do ciclo de debates “Corpo em movimento – A dança como ferramenta de transformação social”, realizado na terça (30). A professora, bailarina e ensaiadora Fernanda Santos participou do bate-papo com a bailarina e coreógrafa Iara Deodoro, fundadora do grupo Afro-Sul, convidada pelo Núcleo Cultural como mediadora do evento.

As debatedoras abriram o encontro, destacando a relevância de se discutir e dar visibilidade a projetos que estimulam e oportunizam a prática da dança nas escolas públicas. Fernanda coordena a Escola Preparatória de Dança (EPDs) da prefeitura de Porto Alegre (projeto de formação em dança), além de dirigir a Cia. Jovem de Dança, também da prefeitura municipal.

Ela explicou que as EPDs surgiram em 2014, com o objetivo de trabalhar a educação integral, de forma continuada e com uma formação multilinguagem. Atualmente, o projeto é desenvolvido em cinco escolas municipais. “A criança passa 15 horas semanais tendo aulas de dança”, destaca Fernanda. “É assim que acontece a transformação social, tema deste ciclo de debates!” A professora explica que a dança resgata o aluno, que se torna mais comprometido e freqüente na escola, mobilizando não só o estudante, mas toda a comunidade.

Outros benefícios destacados pela bailarina são o contato humano, a inclusão social e o sentimento de pertencimento. “Vemos diversos alunos que se encontraram e que dizem “eu pertenço ao grupo da dança”, afirmou. Por fim, Fernanda esclarece que participar das Escolas Preparatórias amplia a visão de mundo. Os participantes são levados para assistir espetáculos, conhecer grupos diferentes e se apresentarem em outras cidades. “A dança oportuniza que vejam e sejam vistos.” A mediadora Iara Deodoro, acrescentou que isso mostra a força da dança, que além de movimentar corpos, é uma atividade sociocultural, comportamental, de ideias e visão.

O ciclo de debates é mensal, sempre às terças-feiras, a partir das 19h30, no YouTube do Núcleo Cultural da UFCSPA. No dia 13 de setembro, Iara Deodoro receberá o diretor do Centro Municipal de Dança de Porto Alegre, o coreógrafo, jornalista e professor Airton Tomazzoni, que abordará “A dança nos teatros públicos e privados”.

No dia 11 de outubro será a vez do bailarino, coreógrafo e investigador de culturas, Rui Moreira, falar sobre “As companhias de dança”. No encerramento, dia 8 de novembro, a publicitária, especialista em design estratégico, Camila Camargo abordará “A dança afro como vertente de contemporaneidade”.