O interesse pela gastronomia vem crescendo entre os brasileiros, entretanto isto não tem refletido na melhoria da qualidade da alimentação da população. A midiatização destaca o lado glamoroso, mas não aborda temas mais complexos. O projeto “A conversa chegou na cozinha”, que inicia no dia 9 de setembro, avança neste debate.

A alimentação e suas problemáticas ganharão espaço e trarão à tona questões como: escolhas alimentares, descolonização da culinária brasileira, assédio na gastronomia, gênero na cozinha, saúde física e psicológica e o impacto da alimentação sobre o meio ambiente.

Serão cinco lives mediadas pela gastrônoma, formada pela UFCSPA, Carmelita Jardim. Ela receberá pesquisadores e profissionais da área para um bate-papo, nas quintas-feiras, de 9 de setembro a 7 de outubro, das 19h às 20h30min, no canal do Núcleo Cultural no YouTube.

Anote:

O quê? Cinco lives no YouTube, sobre alimentação/gastronomia.
Quando? Quintas-feiras, das 19h às 20h30.
Período: 9 de setembro a 7 de outubro.
Mediação: Carmelita Jardim.
Convidados: especialistas na área
Onde: Canal do Núcleo Cultural no YouTube.

Programação:

09/setembro – Comida, corpo e saúde.

Conversa com a psiquiatra Lauren Toniazzo.
O papel do alimento na saúde física e mental. A cobrança por corpos perfeitos através das mídias. O estado psicológico e sua influência na alimentação. Efeitos da pandemia na alimentação.

16/setembro – Assédio na gastronomia

Conversa com a gastrônoma e proprietária da empresa Naturale - Cozinha Artesanal, Marília Azambuja.
Assédio moral e sexual nos ambientes de trabalho. Chefes, colegas e cozinheiros são assediadores e mulheres e LGBTQIA+ são as principais vítimas.

23/setembro – Lugar de mulher é na cozinha. E onde ela quiser!

Conversa com a gastrônoma e educadora social, Jamile Wayne.
O papel da mulher na cozinha profissional e a ausência em lugares de comando. A cultura do preconceito: mulheres associadas às cozinhas domésticas, enquanto homens às cozinhas profissionais.

30/setembro – Formação da culinária brasileira

Conversa com a professora da Faculdade Maurício de Nassau (Maceió), gastróloga e antropóloga, Isabela Barbosa.
Descolonização da gastronomia no Brasil. Retomada das nossas raízes culinárias. A utilização de técnicas/ingredientes regionais por chefes: retomada da nossa gastronomia ou exploração da terra e de povos? O papel da mulher na nossa culinária.

07/outubro – Escolhas alimentares e cultura

Conversa com o antropólogo e gastrônomo, Guilherme Rodrigues e o professor da UFCSPA, gastrônomo e sócio-proprietário do Bar Justo, Ricardo Yudi.
A influência cultural na alimentação: critérios de escolhas alimentares, influências do núcleo familiar, da geografia e da religião. O impacto dessas escolhas para o meio ambiente.