Equipes de diferentes departamentos da Universidade estão mobilizadas na mensuração dos danos e seus reparos

A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), assim como a maioria das instituições de ensino do Rio Grande do Sul, teve algumas de suas edificações atingidas pelas enchentes que acometeram a cidade de Porto Alegre em abril e maio de 2024.

O Campus Central, localizado na Rua Sarmento Leite, no Centro Histórico de Porto Alegre, não foi impactado de forma severa, mas as fortes chuvas causaram alguns danos físicos. Todos os estragos foram rapidamente mitigados pelas equipes da Engenharia e Prefeitura do Campus da UFCSPA, responsável pela manutenção predial, com o apoio do contrato terceirizado de manutenção.

O Prédio 1 teve seu subsolo parcialmente alagado, por conta do acúmulo de água e pela pouca vazão no escoamento das águas da chuva para a rede de esgotos pluviais da rede pública de Porto Alegre no último 23 de maio.  As equipes, com o auxílio de profissionais da empresa responsável pela reforma do laboratório de anatomia, agiram prontamente e fizeram a remoção de peças e materiais que estavam acondicionados em depósito próximo à entrada do subsolo para outro espaço e realizaram a secagem dos ambientes. 

Ao longo do período foram registradas goteiras e infiltrações em algumas salas e corredores de todos os prédios, que já foram vistoriados e que serão tratados pela equipe de manutenção de acordo com ordem de prioridade a ser estabelecida pela Prefeitura do Campus com apoio e acompanhamento da Engenharia, quando necessário. 


Arquivo Pessoal/cedido pela Proplan UFCSPA


Arquivo Pessoal/cedido pela Proplan UFCSPA

Prédio da Conceição (Rua da Conceição, 434 - Floresta)

O prédio não foi impactado pelas inundações, como pode ser observado pelo mapa de mancha da enchente divulgado pela Prefeitura de Porto Alegre. Equipes farão uma vistoria assim que o local for liberado pela Defesa Civil, uma vez que encontra-se próximo às áreas de alagamento do Centro Histórico.