As inscrições para o projeto da Agenda Jovem Fiocruz e do Levante da Juventude encerram hoje, 16

Entre os dias 27 de fevereiro e 7 de março de 2024, cerca de 40 estudantes do Ensino Superior e de cursos técnicos em saúde de todo o Estado do Rio Grande do Sul passarão por uma experiência imersiva e conhecerão de perto as estruturas e o cotidiano do Sistema Único de Saúde (SUS) na edição no RS do ViverSUS. O projeto social é uma iniciativa da Agenda Jovem Fiocruz, a plataforma colaborativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) voltada para as juventudes brasileiras, em parceria com o movimento social Levante Popular da Juventude. O RS é o oitavo estado brasileiro a receber o ViverSUS desde março de 2023 e representantes das organizações estudantis da UFCSPA — Diretório Central dos Estudantes (DCE), Centros Acadêmicos (CAs) e Associação dos Pós-Graduandos (APG) — integram a comissão político-pedagógica que acompanhará os jovens contemplados em todas as atividades teóricas e práticas. Os estudantes da área da saúde interessados devem se inscrever até essa sexta-feira, 16 de fevereiro. Os participantes receberão certificado emitido pela Fundação Oswaldo Cruz. Não há custos para inscrição, alimentação e alojamento. 

O ViverSUS tem como objetivos capacitar os estudantes de ensino superior e técnico em saúde de forma crítica sobre a leitura da realidade e a importância da defesa do SUS. Através das ações formativas, os estudantes conhecem os serviços de saúde com suas potencialidades e desafios e podem direcionar seu interesse profissional para atuação na saúde pública. São, ainda, estimulados a participar das discussões sobre como os currículos dos seus cursos se adaptam à realidade do serviço de saúde no país. 

O ViverSUS-RS organiza suas atividades sob os eixos de determinantes e condicionantes da saúde, atenção básica, saúde mental, equidades e movimentos sociais. O alojamento e os espaços de formação histórica e política serão no Centro Social Marista da Juventude, no bairro Vila Nova, em Porto Alegre. De lá, grupos de estudantes sairão para visitas e estágios interdisciplinares de vivências em espaços de saúde que compõem as redes de Atenção à Saúde do SUS (Centros de Atenção Psicossocial, unidades básicas, unidades de cuidados paliativos, hospitais e mais). De volta ao alojamento, os jovens poderão socializar e debater sobre as experiências. 

Juliana Bergmann, aluna do 9º semestre do curso de Farmácia e integrante do DCE/UFCSPA e do Levante Popular da Juventude, fala das suas expectativas: “Eu acredito que a experiência do ViverSUS é diferente de tudo que participamos na Universidade. É uma oportunidade única de ter uma formação teórica e prática dentro do nosso Sistema Único de Saúde, aprendendo durante os dias a complexidade e importância do SUS e como nossa formação pode impactar a vida de milhares de brasileiros. Além disso, vai ser um espaço onde vamos conhecer novas pessoas, entender a visão de outras profissões e ter espaços de socialização, construção de vínculos e praticar nosso companheirismo, trabalho em equipe, solidariedade e cuidado uns com os outros". 

Ao fim desse primeiro ciclo do projeto, o ViverSUS terá passado por nove estados brasileiros (SP, RJ, PR, CE, MG, PE, BA, RS, ES) e pelo Distrito Federal. Saiba mais em https://portal.fiocruz.br/viversus.