O Núcleo Cultural da UFCSPA promove na quarta-feira, 6 de dezembro, das 17h30 às 19h30, a roda de conversa “A expressão da mulher negra na área criativa”. O encontro ocorre no Hall do 3º andar do prédio 2 da universidade. Participam do bate-papo Ellen Correa, Marina Silveira e Samy Sill.  O evento terá mediação da pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis Mônica de Oliveira e Cristiane Mondadori, servidora técnica-administrativa da UFCSPA e membra do Núcleo de Estudos Africanos, Afro-brasileiros e Indígenas da UFCSPA (NEABI).

Conheça as participantes:

Ellen Correa é contista e roteirista. Natural de Porto Alegre, começou sua carreira profissional em 2003 como assistente de figurinos. Desde 2010 atuou como figurinista de duas séries, seis longas, três curtas e dezenas de publicidades. Em 2020 fez parte do corpo de jurados do Festival Cinema Negro em Ação com curadoria de Camila de Moraes, na categoria videoclipes e videoarte. Em junho, foi contemplada com o projeto Três Contos Três Pontos, através do edital do Sedac RS. Recentemente, produziu o espetáculo Preta Mina: O Fim do Silêncio e o Eco do Incômodo, dentro do projeto Palco Giratório (SESC/RS). Em 2022 roteirizou e dirigiu seu primeiro curta-metragem O Tempo, ganhador do Prêmio Assembleia Legislativa do RS, no 51º Festival de Cinema de Gramado, nas categorias Melhor “Roteiro” e Melhor “Trilha Sonora.

Marina Silveira é mestranda em comunicação na PUCRS, bolsista pelo PDPG-Alteridade (Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação - Alteridade na Pós-graduação), vinculada ao projeto Políticas de permanência e temas de interesse de pessoas negras, indígenas e refugiadas que estudam na pós-graduação em cursos da área de Ciências Sociais Aplicadas na região Sul, Centro-Oeste e Norte. Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Luterana do Brasil (2021), atua com comunicação, cultura e educação para juventude negra e mulheres negras de periferia.

Samara (SamY Sill) é graduada em design de moda pela Ulbra, pós- graduada em liderança coaching pelo Senac e consultora de imagem pelo Senac. Proprietária da produtora 2p (com foco em produção de figurinos), em 2023 teve o curta-metragem “Mil Pares” selecionado pelo edital FAC (Fundo de Apoio à Cultura/RS). Iniciou no audiovisual em 2017 e em 2018 atuou em seu primeiro trabalho como assistente de figurino "Oráculo das borboletas amarelas", pela produtora Besouro. Em 2019 assinou como figurinista a série "O Complexo", da Verte filmes, em 2021 o figurino da série "Centro Liberdade", pela produtora Prana, o álbum visual "de Cesar a Cristo" do artista Zudizilla, pela produtora Reina. Em 2022 assinou o figurino da série Filhos da Liberdade pela Colateral e o longa Casa no Campo, pela produtora Vulcana. Realizou assistência de figurino na série Dragon pela Casa de Cinema, o curta Sabão líquido, pela Verte Filmes, o clipe Macho Ray de Yan Ramil e o filme institucional "Casa de Cultura Mario Quintana". Em 2023 assinou o figurino do curta "Pequeno London", produzido pela Balde de Tintas , a série "As escritoras e a Cidade" pela Lança Filmes, o curta" Chove lá Fora" pela MMOTION e o curta "Noz pecã”, pela Produtora P22.