Acadêmicos Lucas Thome, Juliana Valadao, Andreia Gustavo, Fernanda Wengrover e Mariele Alvarez integraram pesquisa (Crédito: Arquivo Pessoal)
Acadêmicos Lucas Thome, Juliana Valadao, Andreia Gustavo, Fernanda Wengrover e Mariele Alvarez integraram pesquisa (Crédito: Arquivo Pessoal)

Cerca de 50 estudantes e dez professores da UFCSPA integram no período de 5 a 8 de fevereiro a nona etapa do Epicovid19-RS, o estudo com participação de 12 universidades para estimar o número de casos de coronavírus na população gaúcha. Em Porto Alegre, o estudo é coordenado pela UFCSPA com a participação da UFRGS, Cesuca e PUCRS. "Temos muito envolvimento dos nossos alunos de graduação e pós-graduação na coleta de informações e aplicação de testes", ressalta a reitora Lucia Campos Pellanda.

Na ocasião, os acadêmicos realizarão testes e questionários em residências de 4,5 mil famílias de nove cidades do Rio Grande do Sul. A novidade desta etapa é a utilização do teste S-UFRJ, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro com capacidade para detecção de anticorpos para a Covid-19 mesmo após cinco meses da infecção.

Financiado pelo programa Todos pela Saúde com a participação do Banrisul, Instituto Serrapilheira, Unimed Porto Alegre e Instituto Cultural Floresta, sob coordenação da Universidade Federal de Pelotas, o Epicovid19 é o único estudo populacional sobre coronavírus no mundo com oito fases de acompanhamento junto à população das mesmas cidades. O objetivo da pesquisa é levantar dados como percentual de gaúchos infectados, velocidade de expansão da infecção, indicadores para cálculos da letalidade e proporção de infecções assintomáticas ou subclínicas.

*Com informações da UFPel