O plano de retomada das atividades práticas e a definição do calendário acadêmico de 2021 da universidade foram alvos de debate pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) em sessão ocorrida nesta quinta-feira, 22. A reunião presidida pela reitora Lucia Pellanda foi transmitida para o público geral e, além dos conselheiros regulares, também contou com a participação dos membros do COE UFCSPA - Comitê Técnico de Informações Estratégicas e Respostas Rápidas à Emergência em Vigilância em Saúde Referente ao Coronavírus.

O debate foi precedido da contextualização pela reitora da pandemia no Rio Grande do Sul e as ações da instituição visando à continuidade do calendário acadêmico considerando a situação epidemiológica. Lembrando que a ocupação de leitos destinados a pacientes de Covid-19 mantém-se estável, porém em patamar elevado (87%), a reitora Lucia reforçou as premissas da UFCSPA para a retomada. “Em primeiro lugar ficam a saúde e a segurança da comunidade e a sociedade. Devemos considerar nosso papel como universidade da saúde e as necessidades de adaptações do nosso espaço físico para a retomada gradual”, pontuou.

Entre os desafios levantados para a continuidade presencial das atividades, estão o amplo envolvimento de alunos e professores no combate à pandemia, a limitação do espaço físico do campus, o potencial de contaminação cruzada entre os ambientes da universidade e os serviços de saúde, além de questões relacionadas a carga horária docente, aos discentes que moram fora do Estado e a limitação de equipamentos de proteção individual. Em pesquisa conduzida junto aos servidores da UFCSPA, foi detectado que cerca de um terço dos profissionais poderia retomar de forma programada ao trabalho presencial.

Em sua apresentação, a reitora detalhou a retomada das atividades práticas deve ser realizada primeiramente pelos estudantes dos últimos anos nas disciplinas consideradas prioritárias pelas coordenações de cursos. “Há a possibilidade de gravação de aulas pelos professores nos laboratórios, considerando as questões de biossegurança e a disponibilidade de técnicos. Tudo isto sempre dependendo das condições epidemiológicas da nossa região”, ressaltou Lucia.

Outro ponto considerado no plano é a necessidade do rodízio de grupos de alunos, levando em consideração aqueles que moram fora de Porto Alegre e precisam planejar antecipadamente seu retorno. “Por exemplo, em cada semana podem ser alternados subgrupos de alunos nas atividades em laboratório, de forma a reduzir o contato entre diferentes pessoas”, sugere. A gestora detalha que os cursos estão realizando um trabalho de mapeamento junto aos acadêmicos, e há a possibilidade, inclusive, de não serem ofertadas disciplinas consideradas não prioritárias para o próximo semestre.

Os membros do COE tiveram a oportunidade, na sessão do conselho, de apresentar as contribuições do grupo para o plano de retomada. Como premissas do retorno às atividades no campus estão a promoção de comportamentos de prevenção, o cuidado e a higiene dos ambientes e a vigilância em saúde. Neste sentido, o comitê construiu um fluxograma para minimizar a possibilidade da ocorrência de surtos do novo coronavírus entre profissionais e estudantes da UFCSPA. O documento prevê ações de isolamento, comunicação imediata aos setores pertinentes, rastreamento ativo de contatos, telemonitoramento de indivíduos infectados, automonitoramento de sintomas e protocolos para o retorno seguro.

Além do plano, também estiveram em discussão as opções de calendário acadêmico para 2021. A pró-reitora adjunta de Graduação, professora Mônica Oliveira, apresentou aos conselheiros as alternativas de 15, 16, 17 e 18 semanas para a realização dos próximos períodos letivos:

Opção de 15 semanas

  • 2021/1
    • Início 26/04/2021
    • Término 07/08/2021
    • Recesso 09/08/2021 - 04/09/2021
  • 2021/2
    • Início 06/09/2021
    • Término 18/12/2021
    • Recesso final de ano 20/12/2021 a 02/01/2022

Opção de 16 semanas

  • 2021/1
    • Início 26/04/2021
    • Término 14/08/2021
    • Recesso 16/08/2021 - 12/09/2021
  • 2021/2
    • Início 13/09/2021
    • Término 18/12/2021
    • Recesso final de ano 20/12/2021 a 02/01/2022
    • Retomada 03 a 15/01/2022

Opção de 17 semanas

  • 2021/1
    • Início 26/04/2021
    • Término 21/08/2021
    • Recesso 23/08/2021 - 18/09/2021
  • 2021/2
    • Início 20/09/2021
    • Término 18/12/2021
    • Recesso final de ano 20/12/2021 a 02/01/2022
    • Retomada 03/01/2022 a 29/01/2022

Opção de 18 semanas

  • 2021/1
    • Início 26/04/2021
    • Término 28/08/2021
    • Recesso 30/08/2021 - 25/09/2021
  • 2021/2
    • Início 27/09/2021
    • Término 18/12/2021
    • Recesso final de ano 20/12/2021 a 02/01/2022
    • Retomada 03/01/2022 a 12/02/2022

A previsão é que o calendário acadêmico de 2021 seja definido em votação na sessão do Consepe no mês de novembro. “Sabemos que é um problema complexo, com uma diversidade de situações, por isso a importância da participação de todas as instâncias da comunidade. Vamos dar nosso exemplo como universidade da saúde, sempre com o cuidado ao próximo e o respeito às evidências científicas”, projeta a reitora Lucia Pellanda.