Encontro nesta quarta-feira, 20, contou com a presença de representantes da Universidade Federal do Pará

A realização de processos seletivos específicos e diferenciados para comunidades indígenas e quilombolas foi a pauta de reunião na última quarta-feira, 20 de dezembro, entre membros da gestão, do Núcleo de Estudos Africanos, Afro-brasileiros e Indígenas da UFCSPA (NEABI) e da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA).

As representantes da UFPA, pró-reitora Loiane Verbicaro e técnica-administrativa Danielle Costa, relataram durante o encontro as experiências relacionadas ao ingresso e permanência de estudantes quilombolas e indígenas na universidade, a realidade e especificidade da região onde a instituição está inserida, bem como os desafios ainda a serem enfrentados no intuito de construir uma universidade inclusiva para as comunidades tradicionais.

Dentre os pontos abordados, foram destacados o formato da seleção para ingresso dos e estudantes, com prova específica e entrevista, a necessidade de diálogo permanente com as lideranças das comunidades e a pertinência de formação da comunidade acadêmica, em especial dos docentes, para o acolhimento e reconhecimentos dos saberes tradicionais no ensino superior.

Por parte da UFCSPA, estiveram presentes na reunião a reitora Lucia Pellanda, a vice-reitora Jenifer Saffi, o pró-reitor de Graduação substituto Rafael Caballero, a assessora especial de comunicação social, professora Janine Bargas, a professora Aline Aver Valim e a bolsista do NEABI Tanise Medeiros.

A reunião faz parte de uma série de diálogos que vêm sendo construídos junto às comunidades e outras instituições de ensino superior, por meio do NEABI, para a efetivação do ingresso de estudantes quilombolas e indígenas na UFCSPA.