Atendimento farmacêutico, serviços-escola e mutirões foram pautas de discussões entre os servidores da universidade e o secretário municipal, Fernando Ritter

Atendimento farmacêutico, serviços-escola e mutirões foram pautas de discussões entre os servidores da universidade e o secretário municipal, Fernando Ritter (Luciano Valério)

Nesta quinta-feira (21), uma reunião entre a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS) definiu uma linha de ações conjuntas para atendimento da população. Na pauta, a operacionalização de iniciativas de atendimento nos serviços-escolas que deverão ser oferecidos pela Clínica da Família da UFCSPA e em outros serviços do município, e a realização de mutirões de atendimento em diversas áreas, a partir da atuação de residentes da universidade.

Foram discutidas, especificamente em relação ao curso de Farmácia, parcerias entre os projetos da universidade e as ações já em curso no âmbito da SMS, como a Farmácia Caseira, a Farmácia Viva, e a Farmácia de Medicamentos Especiais, que, atualmente, tem alta demanda da população.

Outra frente de trabalho são as liberações e regulamentações específicas para os serviços-escola, que serão abrigados na Clínica da Família. A ideia é que todos os serviços já sejam formulados dentro dos parâmetros do Ministério da Saúde, para posterior recebimento de recursos e investimentos.

A realização de mutirões de atendimentos em diversas áreas, como nefrologia, oftalmologia, ginecologia, entre outras, também entraram na agenda como uma possibilidade de incremento à formação de residentes e estudantes de graduação.

O secretário municipal de saúde de Porto Alegre, Fernando Ritter, destacou a importância da formação de profissionais de saúde da UFCSPA e a importância desta contribuição de pessoal para o município. A ideia é que façamos termos de cooperação para uma co-gestão desses serviços. Queremos qualificar nosso campo de trabalho.”, afirmou.

Para a reitora da UFCSPA, profa. Lucia Pellanda, a parceria com a gestão municipal é fundamental para a universidade se manter socialmente referenciada e qualificar sua atuação acadêmica e social. “Nós queremos ajudar a cidade e, ao mesmo tempo, isso qualifica nossa formação. Temos todo o interesse e podemos contribuir também para suprir as necessidades mais urgentes e imediatas da população”, concluiu.

Também participaram da reunião a coordenadora do curso de Medicina e membro do GT da Clínica da Família, Maria Eugênia Bresolin Pinto, o chefe de gabinete, Magno de Oliveira, a pró-reitora de pesquisa e pós-graduação, Dinara Moura, o pró-reitor de graduação adjunto, Raphael Caballero, e a vice-reitora, Jenifer Saffi. Entre os encaminhamentos, novas reuniões para definição de tarefas e organização de procedimentos para início de 2024.