Seleção deixa de fora áreas de ciências humanas, sociais e artes 

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (ProPPG) divulgou, nesta terça-feira, 5, uma nota sobre a preocupação com a publicação da pré-chamada do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (IC), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O edital publicado no dia 23 de abril deixa de fora as áreas de ciências humanas, sociais e artes.

Leia a nota na íntegra:

Carta de Preocupação sobre Bolsas de Iniciação Científica CNPq

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação UFCSPA

A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) manifesta preocupação com a publicação da pré-chamada do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (IC), apresentada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) à comunidade no dia 23 de abril. 

De acordo com a publicação o CNPq disponibilizará 25.000 bolsas de IC que deverão estar vinculadas a projetos de pesquisa que apresentem aderência a, no mínimo, uma das áreas de tecnologias prioritárias do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), deixando de fora o que considera áreas não prioritárias, como as ciências sociais, humanas e artes, que só serão contempladas, se em trabalho transversal com as áreas prioritárias escolhidas pelo governo. Lembrando que as áreas de tecnologias prioritárias foram definidas pelo MCTIC por meio das Portarias nº 1.122, de 19.03.2020 e nº 1.329 de 27.03.2020.

As ciências sociais e humanas são consideradas responsáveis por despertarem o senso-crítico nos indivíduos, auxiliar na geração e enriquecimento de debates e questões referentes a problemas sociais, políticos, econômicos e culturais do mundo contemporâneo. Entendemos que uma formação profissional tecnológica, sem uma formação crítica e mais humana, só tende a contribuir com os problemas sociais que já atingem a sociedade brasileira. Destaca-se que a UFCSPA é a única universidade focada em saúde no país e têm priorizado em todos os seus cursos de graduação a inclusão de disciplinas das ciências sociais e humanas, sendo que, atualmente, cerca de 10% das bolsas de IC estão vinculadas a estas áreas.

Solicitamos, assim, ao CNPq a revisão das prioridades elencadas pela agência para o edital PIBIC que será lançado, incluindo as ciências sociais e humanas, com o intuito de proporcionar aos nossos alunos uma formação científica multifacetada.

Profa. Dra. Márcia Giovenardi
Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação