Foco está em trabalhadores com fatores estressores relacionados à epidemia de Covid-19
A Pró- Reitoria de Gestão com Pessoas (Progesp) está desenvolvendo uma ação, em parceria com a Santa Casa (ISCMPA), para o atendimento dos trabalhadores das duas instituições. O “Projeto Estratégico para Atendimento Psicológico na Situação de Emergência em Saúde Pública pelo Covid-19” tem como objetivo promover ações de acolhimento, apoio social e atendimento psicológico para servidores, bolsistas e estagiários da UFCSPA e profissionais de saúde e residentes da Santa Casa. 
 
A proposta será executada em duas linhas estratégicas. A primeira, que já está em fase de implementação, é a clínica de bem-estar no trabalho voltada para os servidores, estagiários e bolsistas de apoio técnico da UFCSPA. Os contatos já começaram a ser realizados, via whatsapp, pelas psicólogas voluntárias e pela psicóloga da Progesp, Ingrid Cunha.  A segunda etapa, que iniciará esta semana, será a clínica em saúde mental para os trabalhadores ISCMPA e da UFCSPA que estão atuando em assistência na ISCMPA. Eles contarão com atendimento psicológico e psiquiátrico durante a situação de emergência do COVID-19. As duas ações estão sendo realizadas através da plataforma Conexa Saúde, nos módulos “Medicina do Trabalho UFCSPA: clínica de bem-estar no trabalho” e “Medicina do Trabalho ISCMPA: Clínica de saúde mental no trabalho”, respectivamente. O projeto é coordenado pela pró-reitora de Gestão com Pessoas Ana Cláudia Vazquez.
 
O atendimento aos servidores, estagiários e bolsistas de apoio técnico da UFCSPA, prioritariamente àqueles que preencheram autodeclaração em saúde no SEI, é realizado por grupos de voluntários da área de psicologia (chamados através da captação de voluntários da UFCSPA, através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ), coordenados por uma equipe de psicólogas supervisoras. São elas: Ingrid da Cunha Costa Fernandes (Progesp/UFCSPA), Luiza Maria de Oliveira Braga Silveira (Departamento de Psicologia/UFCSPA), Caroline Bastos Capaverde (Departamento de Administração/PUCRS), Joice Franciele Friedrich Almansa (mestranda do PPG Psicologia e Saúde/UFCSPA) e Letiene Ferreira Gazineu da Silva (mestranda do PPG Psicologia e Saúde/UFCSPA). O acolhimento dos estagiários ficará a cargo da ASSET - Empresa Junior de Psicologia da UFCSPA, sob supervisão da professora Mayte Raya Amazarray (Departamento de Psicologia/UFCSPA). 
 
Podem procurar ajuda através do serviço, profissionais da universidade que estejam sentindo tensão, medo ou preocupações elevadas em relação à pandemia, pessoas com problemas psicológicos emergentes ou que necessitam de manejo nesse período pandemia do Covid-19 e pessoas que atuam na assistência ou no apoio à assistência de pacientes e que, devido a situações estressoras relacionadas ao Covid-19, necessitem de acolhimento, apoio social ou atendimento psicológico.
 
A segunda etapa do projeto, que será realizada junto aos profissionais da Santa Casa, tem como objetivo oferecer primeiros socorros psicológicos e/ou atendimento psiquiátrico, remoto ou presencial, para profissionais de saúde da ISCMPA que manifestarem sintomas ou queixas depressivas, ansiosas e/ou de estresse agudo. O atendimento destes trabalhadores será realizado por uma equipe de seis psicólogos residentes do Programa de Residência Multiprofissional e dois psiquiatras residentes do Programa de Residência Médica da UFCSPA. Estes profissionais foram capacitados e serão supervisionados pelas professoras Mariana Calesso Moreira (Departamento de Psicologia/UFCSPA), Mayte Raya Amazarray (Departamento de Psicologia/UFCSPA), Ana Luiza Camozzato de Pádua (Departamento de Clínica Médica da UFCSPA) e Carolina Blaya Dreher (Departamento de Clínica Médica da UFCSPA).
 
O primeiro atendimento aos trabalhadores da Santa Casa participantes será realizado com a equipe de psicologia, que avaliará a necessidade de avaliação médica psiquiátrica. A partir das informações coletadas nos atendimentos psicológicos e/ou psiquiátricos dessa linha de ação, serão elaboradas propostas de grupos de intervenção em saúde mental com foco em medidas preventivas para o enfrentamento de situações de estresse. 
 
Todos os atendimentos estão sendo realizados de forma gratuita. Terão prioridade para atendimento, profissionais diagnosticados com Covid-19, em grupo de risco para contágio ou que estejam em contato com pessoas contaminadas. Os dados coletados nas duas linhas de ação não serão registrados em pastas funcionais dos profissionais participantes. 
 
Segundo a pró-reitora e coordenadora do projeto, Ana Cláudia Vazquez: “para enfrentamento do período da pandemia pelo COVID-19, a Progep elaborou esse projeto trazendo para o centro de suas atividades o cuidado com quem cuida, guiado pelo nosso lema: ‘fazer o que é certo, cuidar e acolher’”.  Para ela, “em adversidades como as que estamos vivendo se tornam ainda mais relevantes ações que possam potencializar - de forma exponencial - nosso bem-estar e saúde mental”. E destaca: “Em um movimento de solidariedade, contamos hoje com a colaboração de diversos servidores, bolsistas, alunos (graduação e pós-graduação) e parceiros (voluntários e ISCMPA). Essa experiência tem mostrado que juntos podemos superar todos os obstáculos e que, com empatia e colaboração, seremos ainda melhores”.