UFCSPA solicitou recursos para consolidação e verbas para a manutenção da universidade

 

Nesta segunda-feira (10), foi anunciado em cerimônia em Brasília, pelo presidente, Luís Inácio Lula da Silva, e pelo ministro da educação, Camilo Santana, novos investimentos nas universidades federais, dentro do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ao todo, serão R$ 5,5 bilhões para todas as instituições públicas federais de ensino superior, sendo R$ 3,77 bilhões em investimentos para as universidades federais, com implantação de 10 novos campi e R$ 1,75 bilhão para os hospitais universitários.

Para a UFCSPA foram solicitados recursos para a ampliação e adequação do prédio da 7 de Setembro, onde será instalado o Centro de Inovação Acadêmica Multidisciplinar, e para a construção da Clínica de Saúde da Família. No custeio, a UFCSPA receberá os valores proporcionais à matriz orçamentária, ainda a serem calculados.

Tanto os recursos para obras, quando os de custeio são bem-vindos para as instituições, mesmo sendo os valores para a manutenção das universidades ainda abaixo daquilo que a Andifes já sinalizou como o necessário para repor as perdas inflacionárias (o valor de custeio anunciado repõe o IPCA de 2023).

Para a reitora da UFCSPA, Lucia Campos Pellanda, que esteve em Brasília, junto com reitores de universidades, CEFETs e IFs de todo o país, o anúncio é uma retomada dos investimentos nas universidades federais. "Tanto os recursos para obras, quanto os de custeio são bem-vindos para as instituições, mesmo sendo os valores para a manutenção das universidades ainda abaixo daquilo que a Andifes já sinalizou como o necessário para repor as perdas inflacionárias", afirma a reitora. O valor de custeio anunciado repõe o IPCA de 2023.

Na cerimônia, também foi informado o repasse emergencial de cerca de R$23 milhões feito para as instituições gaúchas que sofrem com as consequências das enchentes, sendo R$450 mil para a UFCSPA. “O reconhecimento da atuação das instituições do Rio Grande do Sul durante a emergência climática também foi importante, mostrando que as universidades, uma vez mais, estão a serviço de toda a população com tudo o que pode oferecer, de pesquisa e inovação, e também de atendimento humanitário e voluntariado. Esse apoio às instituições gaúchas foi muito ágil, pois tivemos graves prejuízos e nossas comunidades foram fortemente afetadas”, afirma a reitora Lucia Campos Pellanda.

Além da cerimônia no Palácio do Planalto, os reitores participaram de uma sessão da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, a convite do Senador Paulo Paim. Na ocasião, um documento com o levantamento de atuação da UFCSPA durante as enchentes foi entregue às autoridades. A diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, também anunciou a doação de 450 obras da coleção do Senado às bibliotecas das universidades e institutos.

Reunião com ministros sobre as ações nas enchentes

Ainda na semana passada, a profa. Lucia Pellanda esteve nesta quinta e sexta-feira com os ministros Paulo Pimenta, da Reconstrução, e Camilo Santana, da Educação, em Porto Alegre. 

Na quinta, os(as) reitores(as) das Universidades Públicas e dos Institutos Federais do Rio Grande do Sul apresentaram o Foripes e os trabalhos desenvolvidos pelas instituições neste contexto de emergência climática. O grupo colocou as instituições à disposição para contribuir no processo de reconstrução do nosso estado.

Na sexta, o ministro da educação recebeu um levantamento das ações da UFCSPA, assim como um balanço dos danos sofridos com as enchentes e o pedido de apoio para a recomposição de recursos e estruturas da universidade.