Estudo é coordenado pela UFPEL, em parceria com a UFCSPA e o Governo do Estado
Uma pesquisa, coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e realizada em parceria com a UFCSPA e o Governo do Estado, vai analisar a imunidade de pessoas que já realizaram o teste rápido para o Covid-19. Para participar, de forma voluntária, é necessário ter realizado o teste RT-PCR, que utiliza amostras de secreção nasal ou da garganta, independente de resultado positivo ou negativo para a infecção. A coleta será realizada na casa do participante, através de uma gota de sangue retirada da ponta de um dedo. Não será necessário coletar novamente o exame através das vias respiratórias. O resultado do teste sairá na hora. Os dados dos participantes serão mantidos em sigilo. A pesquisa faz parte do projeto "Evolução da prevalência de infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul: Estudo de base populacional". Para participar, é necessário entrar em contato através do e-mail  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , informando nome, idade, telefone e endereço, além da data em que foi realizado o teste RT-PCR e qual foi o resultado obtido.