Acesso à informação
  • A-
  • A
  • A+
  • Alto contraste
  • Colorido
Autonomia universitária foi o destaque da aula inaugural
Escrito por Redação Ascom   
Qui, 19 de Março de 2015 11:51

 


 

O reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e ex-presidente da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Jesualdo Pereira Farias, proferiu a aula inaugural do ano acadêmico nesta quinta-feira, 19, no salão nobre. O tema da explanação foi o panorama da educação no Brasil e os desafios das universidades federais no cenário atual.

De acordo com Farias, o Brasil possui problemas graves de educação de base, com uma população total de 13 milhões de analfabetos e 50 milhões de analfabetos funcionais. Além disso, há um grande contingente de jovens (entre 18 e 24 anos) que não estudam, 14 milhões, que poderiam estar realizando formação técnica ou universitária. Outro grave problema do país, segundo ele, é a não consideração das diferenças regionais nas leis que definem os investimentos em educação, dado que o Brasil apresenta dimensões continentais e situações econômicas variadas em seu território.

O professor Jesualdo Farias destacou os investimentos realizados nas universidades federais nos últimos 12 anos, quando foram criadas 18 novas instituições, 163 novos campi e o orçamento do governo gasto com as academias passou de 10 bilhões para 26 bilhões. No entanto, ele elencou alguns desafios enfrentados pela universidade federal por conta da não-autonomia. "A universidade brasileira não avançará se não houver autonomia", enfatizou. De acordo com Farias, a Constituição Federal define que as academias deveriam ter responsabilidade por sua própria administração, mas não é isso que ocorre na prática, devido a leis que limitam e órgãos de controle que engessam o funcionamento das instituições.

Alguns problemas destacados por Farias foram a inexistência de uma assessoria jurídica própria, a vinculação à lei de licitações e a obrigatoriedade de gasto do orçamento anual no ano fiscal. "A universidade federal brasileira possui uma estrutura administrativa conservadora e ultrapassada. Estamos encurralados em um sistema de controle estatal", lamenta.

O reitor da UFC encerrou a palestra com uma afirmação: "A universidade pública precisa se impor e combater e vencer as resistências internas e externas e ousar em um processo radical, antes que outras instituições realizem este papel".  

 

 


Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Rua Sarmento Leite, 245 - Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil - CEP 90050-170
Fone +55 (51) 3303-8700
Facebook
Instagram

© 2009-2019 UFCSPA